2340 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.6/5 (9 votes cast)

A Inventariante

A inventariante escolhe e exibe 12 objetos do cotidiano de sua avó para fazer um pedido de inventário.

Tema: ARTES

Tags: arte, avô, biografia, memória

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 7'04"'

Diretor: Patricia Francisco

Produtor: Patricia Francisco

Ano: 2010

Formato: HD

Montagem: Patricia Francisco

Fotografia: Jaqueline Restrepo

Trilha: Frederic Chopin

Prêmios:
FIVA - Festival Internacional de Vídeo Arte. Buenos Aires, 2012.

Festivais:
1) VIDEOAKT 03 - Bienal de Internacional de Vídeo Arte, Barcelona, ES (2013); 2) Festival Internacional de Videoarte en el MAC Santa Fe, Santa Fe, AR (2013) 3) Festival “Video Raymi”, Cuzco, Perú (2012); 4) Festival de Cinema de Artista - IAC CINE, Recife, BR (2012); 5) Festival Internacional de Videoarte – FIVA, Buenos Aires, AR, (2012); 6) Bienal de la Imagen en Movimiento – BIM, Buenos Aires, AR, (2012); 7) Festival CurtaCom Audiovisual, São Paulo, BR, (2012); 8) Experiments in Cinema v7.9, Albuquerque, New Mexico, USA, (2012); 9) KLEX 2011- KL Experimental Film & Vídeo Festival, Kuala Lumpur- Malasya, (2011); 10) 10th Concorto Film Festival 2011- Esplora-Esperimental Films, Pontenure/PC, Italy, (2011). 11) UNIOESTE- 7a Mostra Internacional de Curtas-Metragens, Toledo-PR, Brasil, (2011); 12) 22o Festival Internacional de Curta-Metragem de São Paulo-Curta Kinoforum, São Paulo/SP, Brasil, (2011); 13) Entretodos 4 - Festival de curtas-metragens de Direitos Humanos, São Paulo/SP, Brasil, (2011). 14) 2o Festival Tela Digital, TV Brasil, Kinoforum, São Paulo, SP, Brasil,(2011); 15) 3o Festival do Júri Poular, Rio de Janeiro/RJ, Brasil, (2011); 16) 10a Mostra do Filme Livre, Rio de Janeiro-RJ e São Paulo-SP, Brasil, (2011); 17) VIDET 2011-7th Festival Video i Art, Barcelona/Spain; 18) 7o Festival Imagem Movimento, Macapá-AM, Brasil, (2010);


Comentário do Diretor: A Inventariante, de 2010 é uma animação feita com aproximadamente 500 fotografias no qual a personagem inventaria objetos comuns de sua avó Ana. A primeira parte tem toda uma conotação etérea, como se fosse um sonho, porque o personagem é um personagem de memória. Cada objeto é mostrado num enquadramento que o pontecializa, o objeto fica enorme, preenche todo o quadro em algumas vezes. Toda essa primeira parte tem uma composição de Frederic Chopin, Balada número 2 em Fá Maior Opus 38, enquanto a personagem verifica os objetos que entrarão no inventário. Na segunda parte do filme, temos o próprio pedido de abertura do inventário, onde consta o pedido em linguagem jurídica, como e quase idêntico a um documento desse tipo. E tem uma metáfora com o Marcel Proust, com a ideia da memória involuntária que ele criou usado em sua obra "Em Busca do Tempo Perdido". Curta premiado no Festival de Vídeo Arte – FIVA 2012 em Buenos Aires.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Amor Post Mortem

Em Cuba, duas viúvas contam histórias, cantam, relembram seus maridos e com muita alegria falam sobre como anda a vida...

O Pequeno GRANDE Ninja Samuray

Uma aula de vídeo que acabou se tornando um curta metragem ! isso mesmo aula de vídeo! o curta retrata...

Rapsódia de um herói

Todos temos um herói, nosso pai, avô ou personagens, mas uma dúvida sempre deve estar em nossas cabeças. Será que...

Casa de Lirismo

Uma visita à casa do poeta e contador de histórias Nelson Barbosa, onde a poesia permeia nas...

Em Deus

A comunidade indígena Quechua que vive a beira do rio Yasuní na selva Equatoriana vive em um tempo diferente, um...

Cinema é Maresia

Qual é a essência do cinema? Mas afinal, o que é cinema? A película, um conjunto de filmes? A sala...