3541 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (5 votes cast)

Nelson Pereira dos Santos – o prazer de fazer cinema

Entre os anos 1950 e 1970, Nelson Pereira dos Santos apareceu como um dos precursores e grande influência do Cinema Novo, além de se firmar como uma das vozes únicas na cinematografia brasileira, dirigindo alguns dos melhores e mais instigantes longas da época. Através de depoimentos do próprio Nelson e dois de seus colaboradores mais assíduos, o ator Arduíno Colasanti e o diretor Luis Carlos Lacerda, as histórias por trás de seus filmes trazem à tona o prazer de fazer cinema de um dos mestres da sétima arte.

Tema: ARTES

Tags: arduíno_colassanti, cine_nuevo, cinema_novo, luis_carlos_lacerda, nelson_pereira_dos_santos, placer

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 18'32"

Diretor: Guilherme Lopes, Theo Dubeux e Thiago Neri

Produtor: Henrique Amud e Rafaela Rodomack

Ano: 2010

Formato: HD

Montagem: Theo Dubeux

Fotografia: Theo Dubeux

Filmografia do Diretor:
Guilherme Lopes
- Mosca (Documentário, 2010)
- Distância (Ficção, 2011)

Theo Dubeux
- Corpo aceso (DVD, 2010 - desenvolvido com o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna).

Thiago Neri
- Goiaba (Ficção, 2010)

Deixe uma resposta para Celene Maria Brandão Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

  1. Celene Maria Brandão disse:

    Rio 40 Graus é pra mim um dos melhores filmes comparados aos atuais. Acho inspirador.
    Nelson inspira. Adorei vê-lo.
    Excelente trabalho. Conta sobre a paixão de Nelson. Parabéns!

  2. Rejane Martins Prado disse:

    Nelson Pereira dos Santos, o prazer é nosso em ver os filmes feitos por você. Tanto amor pelo cinema só poderia resultar em belíssimos filmes. Parabéns aos diretores desse documentário por nos proporcionar esse momento com as obras e as histórias do Nelson.

CURTAS RELACIONADOS

Conversa Sobre a Poesia

Conversa Sobre a Poesia é um breve estudo da poesia, do cotidiano ao clássico.

O Caçador de Miragens: Flávio Tavares

O universo fantástico do artista plástico paraibano Flávio Tavares, onde cores, traços, tons e ritmos se contrapõem na dinâmica dos...

Mestre Humberto

Um aprazível passeio pela Lapa, Campo de Santana e pela África através dos amigos e da memória de um aluno...

A Inventariante

A inventariante escolhe e exibe 12 objetos do cotidiano de sua avó para fazer um pedido de...

Minami em Close-up – a Boca em revista

A trajetória da revista Cinema em Close-up, que nos anos 70 tornou-se um sucesso de vendas publicando fotos de atrizes...

Autômatos

Robótica e arte: que conexões há entre o fazer utilitário e o artístico? Com uma perspectiva antropológica e jornalística, o...