2675 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.8/5 (13 votes cast)

Além das 7 Cores

Imersa na movimentada cena noturna da região da Rua Augusta, no coração de São Paulo, Daniela Glamour Garcia nos conduz nesta crônica sobre os conflitos de quem decide viver à margem do que é considerado "normal" pela maioria. As normas, limites, classes e categorias que nos são impostas têm mesmo a capacidade de nos fazer sentir habitáveis em nós mesmos?

Tema: COMPORTAMENTO

Tags: diversidade, gênero, rua_Augusta, são_paulo, sexualidade, transição

Continuação: Parte 1 - Parte 2

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 19'27"

Diretor: Camila Biau

Produtor: Juliana Lemes

Ano: 2012

Formato: HD

Montagem: Emilia Aidar

Fotografia: Lucas Kakuda

Trilha: Estela Tiemy e André Balboni

Prêmios:
Menção Honrosa por Proposta Artística - Festival Libercine (Argentina)

Festivais:
Mostra Curta o Gênero – CE CineMuBE Vitrine Independente – SP Mostra de Cinema de Ouro Preto – MG Queering Paradigms – RJ Cine Inconfidentes – MG Trans Day NIGS – SC Close Festival Nacional de Cinema de Diversidade Sexual – RS Congresso Internacional da ABEH – BA Mostra Cinema Conquista – BA Festival For Rainbow – CE SeGenSex – SP Festival Libercine – Argentina (Menção Honrosa por Proposta Artística)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CURTAS RELACIONADOS

Brasil

Todas as noites, mais de 3 mil pessoas sonham que estão jogando bola no Aterro do...

Nunca Parar

Apenas um dia da rotina desses "garotos" que levam a brincadeira de domingo a...

Caminhão de Cavalo

Em um dos maiores conglomerados urbanos da América Latina, a cidade de São Paulo, há apenas dois laçadores de animais...

Eu dual

Artista cubano e a dualidade de sua personalidade que reflete aspectos de seu próprio...

100% Boliviano, Mano

Choco tem 15 anos, é boliviano e vive em São Paulo, no Bairro do Bom Retiro, desde os 9 anos...

Seo Manoel Barbeiro – Um curtametragem sobre o tempo e a cidade

Hoje com 85 anos e conhecido como Manoel Barbeiro, o cearense de Crateús, Manoel Soares da Silva, aos 15 anos...