1633 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.0/5 (1 vote cast)

Mîmãnãm: mõgmõka xi xûnîn

O Pajé Totó nos ensina sobre o mîmãnãm, o “pau de religião” maxakali: uma tora de madeira pintada em homenagem ao yãmîy (espírito). Ele é fincado no pátio da aldeia, em frente à kuxex, a “casa de religião”, para a realização do yãmîyxop, o ritual sagrado. Neste filme são apresentados o mîmãnãm do gavião (mõgmõka) e do morcego (xûnîn).  

Tema: COMPORTAMENTO

Tags: aldeia, especial_religiosidade, filme_etnográfico, indígenas, maxakali, mîmãnãm, minas_gerais, ritual, yãmîyxop

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 17'

Diretor: Isael Maxakali

Produtor: Isael Maxakali, Sueli Maxakali e Charles Bicalho

Ano: 2011

Formato: HD

Montagem: Charles Bicalho

Som Direto: Isael Maxakali

Fotografia: Isael Maxakali

Trilha: Cantos tradicionais maxakalis

Prêmios:
Prêmio Glauber Rocha do Forumdoc.bh 2008; Prêmio de Menção Especial do Júri no III Festival do Filme Etnográfico do Recife em 2011.

Festivais:
- Forumdoc.bh 2007 (Tatakox) - I Mostra Pajé de Filmes Indígenas, 2009 (Tatakox) - 5ª CineOP 2010 (Yiax kaax) - II Mostra Pajé de Filmes Indígenas, 2011 (Yiax kaax) - Cine Mosquito, Cabo Frio, 2010 (Yiax kaax) - Cine Mosquito, Cabo Frio, 2011 (Xupapoynãg) - III Festival do Filme Etnográfico do Recife (Xupapoynãg – mostra paralela – e Kotkuphi – mostra competitiva) - 15a Mostra Internacional do Filme Etnográfico, de 16 e 24 de novembro de 2011, no Rio de Janeiro (Kotkuphi) - III Mostra Pajé de Filmes Indígenas, em Belo Horizonte, março/abril de 2012 - II Mostra de Cinema de Ipoema, em Ipoema, MG, maio de 2012 - XIV Festival Internacional de Cinema Ambiental (FICA), em Goiás, GO, junho de 2012.

Filmografia do Diretor:
Tatakox (2007); Xokxop pet (2009); Yiax Kaax” (2010); Dia do índio na Aldeia Verde em 2010 (2010); Dia do índio na Aldeia Verde em 2011 (2011); Xupapoynãg” (2011); Kotkuphi (2011); Yãmîy” (2011); Mîmãnãm: mîmãnãm xi xûnîn” (2012); Dia do índio na Aldeia Verde em 2012 (2012).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

O homem sem nome

Um peregrino chega à comunidade de Boa Vista, na Paraíba, Brasil, em 1947, sem mala e sem destino, fixa-se no...

Maria do Santo Antonio

A 10 anos no carnaval de Mossoró/RN, alegrando a multidão na terça-feira gorda, ela saí pelas ruas do bairro Santo...

Fezinha

O sonho de ganhar na loteria pela perspectiva de três personagens: uma octogenária, uma organizadora de bolões e um professor...

Pati. O que vale esse povo?

Pati. O que vale esse povo? (2205) retrata de forma espontânea o cotidiano dos moradores do Vale do Pati ao...

KinOpoÉTicaS – Katari Kamina

Este curta é uma homanagem ao legado de Tupac Katari, que em 1781 liderou um imenso levante no planalto andino....

Gigantes da Alegria

Os “gigantes da alegria” desfilam todos os anos na Sapucaí, na escola de samba Embaixadores da Alegria, abrindo o desfile...