6703 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (4 votes cast)

Tarabatara

"Por que é que eu nunca morei definitivamente num setor só? Porque eu me sinto mal. Me sinto mal com o ar de um lugar só". Tarabatara é um chamado ao cotidiano e aos encantos de uma família cigana do sertão de Alagoas. O documentário apreende momentos de um período de pausa no nomadismo desses ciganos. Na figura do mais velho e suas memórias, nas mulheres e crianças do grupo, com suas falas e gestos, com seus olhares e afazeres.

Tema: COMPORTAMENTO

Tags: ciganos, cultura, especial_inclusao, história, sertão, super-8

Programa Relacionado: Em Transe

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 23'13"

Diretor: Julia Zakia

Produtor: Patrick Leblanc

Ano: 2007

Formato: HD

Montagem: Helio Vilella e Julia Zakia

Som Direto: Guile Martins

Fotografia: Julia Zakia

Festivais:
Clermont-Ferrand- 2009
Rotterdam-2009
É tudo Verdade-2008
Festival de Brasilia do cinema brasileiro-2007
Festival de Triunfo (melhor fotografia)-2008
Festival de Vitória (menção honrosa)-2008
Festival etnográfico do RJ (menção honrosa)-2008
Curta Cinema- 2009

Filmografia do Diretor:
O chapéu do meu avô- 2004
A estória da figueira- 2005
Tarabatara- 2007
Pedra Bruta-2009

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

  1. […] Nos reencontramos em 2009, no festival de Brasília, eu estava lá apresentando o documentário “Tarabatara”, no qual fiz som direto e edição de som. Nesse tempo fui conhecer a ceilândia, tomar banho de […]

  2. Laura disse:

    Essas ciganas são tão lindas e fortes. Gostaria de até poder ouvir mais de suas vozes, mas as cores e os retratos que o curta mostra já nos revela bastante. Para onde vão essas pessoas? De onde vieram? Os ciganos são muito misteriosos…

  3. zilda disse:

    Lindo! Lindo filme! Cores, mulheres fortes, a vida em grupo. Parabéns.

  4. Graciella disse:

    Eu já tinha visto esse filme em película, no festival É Tudo Verdade de 2007 ou 2008, é lindo demais, essas imagens, a vivência que a equipe parece ter tido com esses ciganos em Alagoas. Lindo demais. Parabéns.

  5. Francisco disse:

    Que filme lindo esse dos ciganos, nunca imaginei que um povo assim pudesse ter ou ser retratado com tanta beleza. Será que a poesia do filme é maior que a experiência vivida lá? Quais os problemas do lugar? Tá bom…não interessa tanto, filme é filme.

CURTAS RELACIONADOS

Ouro Negro

É uma homenagem aos 31 mineradores que morreram na tragédia de 10 de setembro de 1984, na Bacia Carbonífera de...

O Orgulho da Maré

Léo é morador da Maré. Após anos de luta, ele vê alguns de seus sonhos de infância se realizarem, como...

MULHERES DE 50

“Benditas coisas que não sei. Os gostos que não provei. O tempo escorre num piscar de olhos. Posso brincar...

Fé em Deus e nos Orixás

Documentário educativo sobre a Umbanda, uma religião legitimamente brasileira, e suas vertentes: a origem cabocla, espírita e católica. Os personagens...

Potiguara marcação cerrada

Mobilização dos índios Potiguara (PB) para impedir a execução da liminar expedida pela justiça local em favor da usina de...

69 – Praça da Luz

Prostitutas de idade avançada ganham a vida na Praça da Luz, em São Paulo. Relatos inusitados e surpreendentes de cinco...