2439 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (3 votes cast)

Naquele tempo

Do tempo da conversa sem pressa. Conversa em verso e prosa. Das narrativas sobre bruxas, feiticeiras e lobisomens que habitavam os dias e noites do imaginário ilhéu. Até a chegada da luz, do dilúvio de acelerações, da compressão do espaço-tempo. Rupturas e esquecimentos - até que os ventos mudem de sentido.

Tema: COTIDIANO

Tags: artesanato, bruxas, cultura popular, envelhecimento, florianópolis, gerações, história, idosos, ilha, lendas, lobisomem, memória, progresso, renda de bilros, rendeiras

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 10'49"

Diretor: Daniel Choma

Produtor: Câmara Clara

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Daniel Choma

Fotografia: Daniel Choma


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Rosana disse:

    Vim para essa ilha como outros tantos, em uma época que só existiam ladrões de galinha e via uma capital provinciana, vivenciar o estilo de vida das pessoas daqui, hoje sofro o sofrimento delas em ver tudo mudando desenfreadamente, se transformando em uma terra sem lei. Uma pena!

CURTAS RELACIONADOS

Oleiros

No povoado de Cucullú, na província de Buenos Aires, a atividade de olaria marca a vida de uma mulher e...

O homem sem nome

Um peregrino chega à comunidade de Boa Vista, na Paraíba, Brasil, em 1947, sem mala e sem destino, fixa-se no...

Assepsia

Marta vive numa pequena vila cubana. Sua vida é cozinhar, e especialmente, lavar suas roupas em uma velha máquina de...

Do morro?

O cantor João do Morro, fenômeno da cena cultural do Recife e personagem central de “Do Morro?”, é um dos...

A Cor do Samba é Azul

Gravado durante um ensaio de uma escola de samba de São Paulo, o documentário oferece uma visão poética sobre o...

Trevos e cores

Coco, um pai que começou a trabalhar aos 13 anos. Pocha, uma mãe dona de casa, que se diz crente em...