13605 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.0/5 (3 votes cast)

Caju e Castanha – Som da Rua

Os irmãos Alves da Silva, de Vitória de Santo Antão (PE) começaram a carreira, ainda crianças, cantando junto na Praça de Jaboatão. No começo não improvisavam, mas um dia começaram a "maltratar" um ao outro, o público gostou e eles descobriram a embolada. Gravaram vários discos com seus repentes improvisados, acrescentando guitarra, baixo e bateria aos tradicionais pandeiros. O sucesso veio, finalmente, com a música "Ladrão besta e ladrão sabido". Em 2001, Caju faleceu e foi substituído na dupla por seu filho Ricardo Alves da Silva.

Tema: CULTURA POPULAR

Tags: folclore, folklore, música

Programa Relacionado: Modos Regionais

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 3'

Diretor: Roberto Berliner

Produtor: Rodrigo Lamounier

Ano: 1997

Montagem: Piu Gomes

Som Direto: Paulo Ricardo Nunes

Fotografia: Jacques Cheuiche

Festivais:
Prêmios: Menção Especial do Juri na Mostra Internacional do Filme Etnográfico/RJ - 1998; Sol de Prata, no Rio Cine - 1997

Filmografia do Diretor:
Parte da série Som da Rua 1, em 38 Episódios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

  1. GhXHmxNGGdHYoHl disse:

    I really appreciate free, sccuinct, reliable data like this.

  2. Zélia Cruz Pontual disse:

    Adorei!!! Grandes figuras o Castanho e o Caju.

CURTAS RELACIONADOS

Do Mesmo Lado

Este vídeo é resultado do projeto "Sensibilização e formação audiovisual de comunidades escolares do Recôncavo Baiano" do programa institucional de...

Praça da Paraíba – Som da Rua

As praças são um local privilegiado para se encontrar o legítimo som da rua apresentado por artistas populares como: Antônio...

Dia de Feira

Quase três horas da tarde. Centro da cidade. Algumas pessoas já aguardam na frente do portão de entrada. As bancas...

Sua Terra… Minha Vida!

A vida dura de trabalho na roça da família Spavier, uma família de colonos que vive da colheita do café...

Naquele tempo

Do tempo da conversa sem pressa. Conversa em verso e prosa. Das narrativas sobre bruxas, feiticeiras e lobisomens que habitavam os dias...

O Maestro da Areia

Das mãos do "nego véio" pescador nasciam instrumentos musicais com os quais ensinava a criançada da Vila da Viola e...