2323 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.0/5 (1 vote cast)

Tempo Roubado

Uma história comovente sobre a força de mulheres Aimaras, que perderam seus afetos durante a guerra do gás na Bolívia, em outubro de 2003, conhecida como "Outubro Negro". Em meio ao acampamento armado ao redor do Tribunal Constitucional, Marta e Alicia são duas das muitas mães, esposas e filhas que chegaram da cidade El Alto para fazer uma vigília durante mais de 60 dias e exigir um julgamento justo e a condenação dos responsáveis pelos assassinatos. Uma história sobre a dignidade desta luta.

Tema: DIREITOS HUMANOS

Tags: direitos, luta, mujer, mulher

Programa Relacionado: HumanidadeHumanidad

FICHA TÉCNICA

País: Perú

Duração: 11'27"

Diretor: Silvia Tello

Produtor: Silvia Tello

Ano: 2011

Formato: HD

Montagem: Sol Infante

Som Direto: Ingrid Dominguez

Fotografia: Sol Infante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Relato del agua que incendia

Este video fue realizado por el taller de fotografía socio-ambiental Cabín 9. La propuesta surge del seno de la realidad...

Camará Blues

Um filósofo escritor. Um músico tocador de banjo. Um fitoterapeuta. Em comum, somente a barba. E muita experiência sobre as artes...

Passeios no Recanto Silvestre

José Agrippino de Paula (1937-2007), escritor, cineasta e dramaturgo rebelde dos anos 1960/70 residia em Embu (SP) quando a diretora...

Um Risco no Céu

A morte misteriosa de um músico interrompeu uma importante carreira de um grande artista gaúcho. Carlinhos Hartlieb foi um importante...

Satélite Bolinha

O satélite da marinha americana SATCOM é chamado por brasileiros de Satélite Bolinha. Eles o utilizam, entre outras funções, para...

Sobre utopias vivas

O olhar de crianças sobre as organizações sociais em que crescem, sobre a militância, a justiça e a luta dos...