4411 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.9/5 (14 votes cast)

No meu palanque

Nós os vemos e não os vemos (ou decidimos não vê-los?), acreditamos e não acreditamos no que nos recomandam para promover mudanças em suas vidas. Sobre o palanque da avenida dos Shyris, em Quito, exatamente na metade do parque mais visitado da cidade, o Parque Carolina, dormem garotos que vivem nas ruas. Sem lar, eles fogem e praticamente se fazem invisíveis. Este é um retrato direto e divertido, sem questionamentos e falsas simpatias sobre esses garotos que vivem entre nós.

Tema: DIREITOS HUMANOS

Tags: derechos_humanos, direitos_humanos, ecuador, equador, especial_inclusao, infancia_ruas, niñez_calle, política, quito, ruas

Programa Relacionado: Na RuaEn la calle

FICHA TÉCNICA

País: Equador

Duração: 12'

Diretor: Victor Carrera

Produtor: Victor Carrera

Ano: 2009

Formato: HD

Montagem: Victor Carrera

Som Direto: Diego Albuja

Fotografia: Victor Carrera

Trilha: Fausto Muñoz

Prêmios:
Mejor cortometraje Ecuatoriano, voto del público. EDOC 9. Quito, Ecuador.

Festivais:
Premier Internacional IDFA 2010 y distribuido en IDFA TV, Ámsterdam. Distribuido en “FREE ZONE JUNIOR” Project, Belgrado, Serbia. Selección Oficial. MAKEDOX, Macedonia.


Comentário do Diretor: Un día conocí a los niños al compartir un helado junto a ellos. El escuchar a Marcelo y Elvis interactuar, me llamó la atención su inocente-crudeza, reconocí en ellos rasgos de los personajes de una de mis películas favoritas, “Ciudad de Dios” y así empezó una aventura que tomó más de un año y medio en ser producida, experiencia que hasta hoy sigue influenciado mi vida. En Mi Tribuna tuvo su premiere internacional en IDFA. - Victor Carrera

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Marie Naudascher disse:

    Dear Victor, I have just seen your documentary, and I have found it really sensitive, moving and heart-breaking. It is really intereseting to see what your children have left which is still from childhood, and what is already in the violent adult world. Congratulation for this precisou and sensitive outlook on our wolrd. Happens in Quito, but in Paris, where I come from, I guess the stories are alike, and in Brazil where I live, even worse.

    I have just edited my first documentary, with French cameraman Patrick Vanier, about the children from favela da Maré, in rio de Janeiro, and how they see the urban, domestic and social violence.
    Here is the English version: https://vimeo.com/89077880
    Best,
    Marie

CURTAS RELACIONADOS

Vale a pena?

No Centro de Internação para Adolescentes, meninos cumprindo medida de internação discutem se estes centros adiantam ou não. Partindo de...

Pensar em Elefante

Pensar em Elefante é o vídeo que o grupo de jovens "Com a gente NÃO" da ESM N°18 apresentou no...

Pipas

A criatividade e a liberdade de expressão de cada criança com uma pipa de bambu, papel e...

O ser kalunga

Documentário sobre a comunidade Kalunga do município de Monte Alegre de Goiás. A comunidade, localizada no norte do Estado de...

O Mago dos Viadutos

Neste curta-metragem, a cineasta Eliane Caffé registra uma das mais inusitadas ocupações do espaço urbano em São Paulo: debaixo dos...

Dulce Guerrilheira

Quarenta anos depois, as lembranças de uma guerrilheira que combateu a ditadura militar no Brasil.