3683 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (6 votes cast)

Flaskô, a Fábrica

A Flaskô se diferencia de todas as outras fábricas do país: ela foi ocupada por seus trabalhadores e é gestionada por eles. Quando o antigo patrão quis levá-la a falência, os trabalhadores decidiram comprar a luta e continuaram suas atividades. Eles comentam: “Ocupar uma fábrica é montar um cavalo doido”.

 

 

Tema: INCLUSÃO

Tags: Emiliano Goyeneche, especial_inclusao, fábrica ocupada, Flaskô

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 15'17"

Diretor: Emiliano Goyeneche

Produtor: Lygia Sabbag

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Emiliano Goyeneche, Clarissa Moser

Som Direto: Kena Chavez, David Nardelli

Fotografia: Emiliano Goyeneche, Clarissa Moser

Trilha: Nana Vasconcelos

Prêmios:
Estreia

Festivais:
Estreia


Comentário do Diretor: Este filme é importante porque mostra que são possíveis outras formas de trabalho, sem exploradores nem explorados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

  1. Ana Maria garcia Loureiro disse:

    A Ocupação da Flaskô e sua história de resistencia , é um exemplo. A gente que acompanha essa luta e sabe que esse é o caminho, ficamos orgulhosos pelos companheiros que conduzem essa batalha.

CURTAS RELACIONADOS

Eh Pagu, eh!

O filme conta um pouco da vida e da obra de Patrícia Galvão, a Pagu. Casada com Oswald de Andrade,...

Tio Lino, Rocinha o mundo da arte

O artista plástico Tio Lino  faz maquetes de favela com lixo reciclado da Rocinha, onde mantém às próprias custas uma...

Suzy Brasil – A Deusa da Penha Circular

Suzy Brasil, a drag queen que hipnotiza plateias com seus shows em boates no Rio de Janeiro. Marcelo, o pacato...

Diversidade Cultural na trilha do Funk

O Funk pode ser considerado uma manifestação cultural e artística? Como a sociedade do interior de Minas convive com esse...

Passeios pelo Invisível: Encontros com a Fotografia

A não presença de luz costuma estar associada a situações infelizes e não favoráveis, como é o caso dos portadores...

O Novo nas Ruas

Toda geração tem direito a seu maio de 1968... Inesperados, maiores que suas causas, colocam a política em cheque a...