4849 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)

O Mago dos Viadutos

Neste curta-metragem, a cineasta Eliane Caffé registra uma das mais inusitadas ocupações do espaço urbano em São Paulo: debaixo dos viadutos Alcântara Machado e Avanhandava, no centro, foram instalados um ringue, uma academia, uma biblioteca, uma cozinha e um espaço de lazer, tudo feito com materiais reaproveitados. É o projeto Garrido-Boxe, também conhecido como Projeto Viver, idealizado pelo ex-pugilista e catador de entulhos Nilson Garrido, que decidiu montar a academia depois de ajudar um menino que havia sido agredido na rua.

Tema: INCLUSÃO

Tags: boxe, cidadania, ciudadanía, esporte, ringue, viadutos

Programa Relacionado: Transformação

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 6'40"

Diretor: Eliane Caffé

Produtor: Paulo Dantas

Ano: 2008

Formato: HD

Montagem: Jair Peres

Fotografia: Helcio Nagamine

Filmografia do Diretor:
2009 - O Sol do Meio Dia
2003 - Narradores de Javé
1998 - Kenoma
1995 - Caligrama (curta-metragem)
1990 - Arabesco (curta-metragem)
1987 - O nariz (curta-metragem)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Autofagia

Autofagia é um vídeo-documentário experimental vertovniano; uma mostra do cinema de "Guerrilha", onde o real é representado por uma tomada...

Moinhos

Um andarilho da triste figura luta contra o lixo das ruas...seriam gigantes ou...

Multiplicadores

Multiplicadores é um documentário sobre a cultura do Graffiti em diferentes estados brasileiros e sua capacidade para promover a integração...

Radix

Radix é um trabalho de conclusão para o curso de Comunicação Social da FUNEDI/UEMG. Quatro alunos em busca da radicalidade...

Meu sorriso negro

Em Sorocaba. a partir da década de 1990. surgiu um expressivo número de artistas negros em diversas modalidades. Esse documentário...

Miguel Batista, o construtor de imagens

“Agradecemos o cinema

Pelos franceses inventados

Lumiére Louise August

Depois modernizado

Por Thomas Alva Edison

Foi americanizado”

Esse verso do cordel “A Glória do cinema cabe...