2964 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.0/5 (3 votes cast)

Dormentes do Tempo

A história dos trens no Rio Grande do Sul contada através de perspectivas culturais e políticas de pessoas que viveram a época de ouro do transporte ferroviário. Agentes, telegrafistas, maquinistas e familiares relatam fatos do passado em um clima de nostalgia.

Tema: MEMÓRIA

Tags: ferrovias, história, memória, patrimônio, sucateamento, trens

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 15'08"

Diretor: BOCA MIGOTTO

Produtor: MARIANA MULLER

Ano: 2010

Formato: HD

Montagem: DRÉGUS DE OLIVEIRA

Som Direto: GABRIELA BERVIAN

Fotografia: PABLO ESCAJEDO

Trilha: FERNANDO BASSO

Filmografia do Diretor:
Rio das Antas – Vale da Fé - especial na Trilha dos Rios - curta-metragem documentário
O Homem dos Raios - curta-metragem *
Frente a Frente - curta-metragem *
* produzidos para a série Histórias Extraordinárias, da RBSTV - afiliada da Rede Globo no RS.
Dormentes do Tempo - documentário média-metragem (30 minutos) com adaptação em curta-metragem para festivais (15 minutos).
Sapore D´Italia - mini-série de 05 capítulos de 15 minutos -
primeira série de ficção internacional da RBSTV.


Comentário do Diretor: Conviver com as pessoas que fizeram parte da história dos trens, meio de transporte pouco valorizado no Brasil, foi uma experiência inesquecível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

  1. Adoaldo S. Hoffmann disse:

    Cada vez que vejo este vídeo sinto uma saudade imensa ainda mais quando vejo a figura do meu querido irmão CLODOARDO, que infelizmente já partiu para junto de outros espíritos ferroviários….

  2. Itiberê Barbosa de Almeida disse:

    Muito lindo e emocionante. Deveriam fazer mais curtas relacionados a ferrovias do Rio Grande do Sul. Para mim que sou filho de ferroviário foi bom saber da história da nossa ferrovia. Abraços!

  3. CARLOS RODRIGUES RIBEIRO disse:

    Participei da história da ferrovia no RS por 25 anos. Chorei ao ver esse documentário! Revi meu amigão Clodoardo e outros ferroviários que tive o prazer de conviver!

  4. Mirian Luciana Guimarães disse:

    Uma lição de patrimônio e memória. Lindo!

CURTAS RELACIONADOS

Abrasivo

Nossas memórias vivem mais do que nossos corpos. Veteranos da Força Expedicionária Brasileira relembram suas vidas antes da Segunda Guerra...

Crônica de Guerra: Sgt Oliveira

Enviado para a Segunda Guerra Mundial, o então Sargento Oliveira embarcou para o Teatro de Operações da Itália, integrando o...

Olhares Libertenses

Documentário poético sobre estórias e elementos simbólicos que habitam o referencial de pertencimento de jovens e professores da cidade de...

Quando a chuva vem

Quando a chuva vem parte de uma apropriação do modo de trabalhar de Ulisses Pereira. Na “limpeza” das...

Tempo Brasileiro – O Vale do Paraíba (SP)

A decadência do patrimônio histórico é discutida dentro de um contexto multidisciplinar. Até que ponto os "lugares de memória" guardam...

Tragédia do Tamanduá

Filme que deseja reaver um fato histórico de impacto e relevância. Ocorrido no munícipio de Belo Campo, região Sudoeste da...