5954 visionados
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.8/5 (4 votes cast)

Él era un niño feliz – Él Pibe Piola, 30 años después

Conta la história del Chico Loquito, emblemático personaje del escritor y dibujante Ziraldo, por cuenta de las conmeraciones de su 30º cumple años. La película trae un retrato tierno y emocionante de este consagrado escritor delante de su mayor creación. Con una mirada sensible, él cuenta como la história de aquel niño generó un mundo de encantos y identificación en millares de lectores durante generaciones. Presenta también como durante estos 30 años, a partir del lanzamiento del libro en 1980, Ziraldo se tornó  un escritor consagrado.

Tema: INFANCIA

Tags: arte, cultura, infância, literatura

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 19'

Diretor: Caio Tozzi e Pedro Ferrarini

Produtor: Pedro Ferrarini

Ano: 2011

Formato: HD

Montagem: Caio Tozzi

Som Direto: Renato Guirra

Fotografia: André Besen

Trilha: Gabriel Barbosa

Prêmios:
Melhor documentário no festival Criancine

Festivais:
1a. Mostra de cinema itinerante de Iranduba (Amazonas),8a Mostra de Cinema de Maringá (Maringá – PR),Festival Cinesul – “Mostra Cinema ao pé da letra” (Rio de Janeiro-RJ),10a Mostra de Cinema infantil de Florianópolis (Florianópolis – SC),- 4o Cine Taquary (Taquaritinga do Norte – PE),- 8o Amazonas Film Festival (Manaus - AM),- III Curta Neblina (Santo André - SP),- I Criancine – Festival de Cinema Infantil (Taquaritinga do Norte – PE),-FIIK 2011 (Rio Claro –SP),- Mostra Miragem de Cinema e video 2011 (Miracema –TO)

Filmografia do Diretor:
Caio Tozzi é jornalista e roteirista. Nasceu em São Paulo no ano de 1984. É formado em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduado em Roteiro Audiovisual pela PUC-SP. Participou com seus textos de livros como Crônicas – São Paulo, 450 anos, realizado pela biblioteca municipal Mário de Andrade em comemoração ao aniversário da cidade e da edição comemorativa dos 50 anos do livro O Encontro Marcado de Fernando Sabino. É autor do livro de contos e crônicas Postal e outras histórias. Trabalhou com jornalismo, em assessoria de imprensa e coordenando projetos de criação de revistas e livros. Após isso, esteve na publicidade por dois anos e, atualmente, é o responsável pela parte de conteúdo da produtora Vila Filmes. “Ele era um menino feliz” é o primeiro filme que dirigiu e produziu.


Pedro Ferrarini é produtor e diretor. Nasceu em São Paulo, em 1983. É formado em Rádio e TV pela Universidade Metodista de São Paulo e é pós-graduado em Cinema, Vídeo e Fotografia, pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Atuou em diversas agências de publicidade. Trabalhou por quatro anos na equipe de finalização do departamento de cinema da DM9DDB, com clientes como Terra, Itaú, Telefônica, C&A, Ponto Frio, Sadia, Sundown, Bohemia dentre outros. Dirigiu o curta-metragem Malum, em 2004 que foi selecionado para o XII Festival Gramado CineVídeo. Também atuou como produtor executivo do documentário “Zoológico de São Paulo – 50 anos de história com a natureza”, dirigiu o minidocumentário “Mitos e Ícones” e produziu e dirigiu “Ele era um menino feliz”. É responsável pela direção dos projetos da produtora Vila Filmes.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*

    Este corto aún no ha sido comentado. ¡Sé el primero!

CURTAS RELACIONADOS

J. Borges

A arte do poeta cordelista e gravador J.BORGES apresentada no viés do...

Canção Amiga

Resulta da oficina Tecendo Vídeos, com crianças e jovens, em 2011. Aborda as ações socioculturais que beneficiam a infância contra...

Priara Jô. Tras el huevo, la guierra

Los niños Panará presentan su universo en día de juegos en la aldea. El tiempo de guierra llegó al fin,...

Tambolelê – Sonido de la calle

Nacido bajo la inspiración del Tambor de Minas, utilizado en la Folia de Reis y en el Congado, el grupo...

La invención de la infancia

Ser niño no es lo mismo que tener infancia. Una reflexión sobre lo qué es ser niño en el mundo...

Nascidos no Cárcere

Mariana é mãe de primeira viagem. Queli escreve poemas para declarar a saudade das filhas. A maior preocupação de Mari...