Está aberta a convocatória para a 13º edição do Festival de Documentários de Chiloé

postado em 28/09/2017


O regulamento do FEDOCHI 2017, que será realizado entre os dias 7 e 11 de novembro em Chiloé, foi lançado. Poderão participar diretores nacionais ou estrangeiros cujo filme se enquadre no gênero documentário e a temática foque em aspectos sociais e culturais do Chile.

A competição tem duas categorias:
– Documentário Nacional (filmes de todo o país com diretor chileno ou estrangeiro com temáticas relacionadas à sociedade e cultura chilena)
– Documentário Regional (filmes com temas locais cujos autores residam nas regiões do Sul do país)

As obras devem ter duração mínima de 25 minutos e terem sido produzidas entre 2015 e 2017. Os documentários podem ser enviados pela plataforma Festhome ou por serviço postal (endereço no regulamento), mas independente da forma de candidatura, a ficha de inscrição deve ser enviada ao e-mail festivalcinedocumentalchiloe@gmail.com.

Confira mais informações sobre o FEDOCHI 2017 nesta entrevista com o co-diretor e produtor executivo Fernando Venegas.

1 – Neste ano o FEDOCHI não conseguiu o apoio financeiro do fundo do Conselho de Cultura e Artes, certo? Quais foram são os desafios de produzir um festival sem este respaldo?

Fernando Venegas – É verdade. Neste ano não temos o financiamento do governo, através do Conselho de Cultura e Artes porque a lista de espera não foi beneficiada. Cumprimos com todos os requisitos, passamos por todas as barreiras, mas não havia dinheiro para todos. Apresentamos uma carta de protesto ao Ministro da Cultura do Chile, a qual foi bem recebida, e neste ano separaram as categorias de festivais entre os com trajetória e os sem trajetória. Isso nos faz competir de igual para igual. Por isso, estamos confiantes que vamos receber o financiamento para 2018.

2 – Os filmes podem competir segundo duas categorias, segundo a convocatória: Documentário Nacional e Documentário Regional. Poderias nos explicar quem pode participar de cada uma?

FV – Ao longo dos anos, notamos que era insuficiente colocar na mesma categoria os que já tinham experiência no documentário com estudantes ou pessoas que recém estrearam neste mundo, por isso decidimos ampliar para duas categorias. A ideia é que na nacional possam participar diretores nacionais ou estrangeiros que apresentem temáticas relacionadas ao Chile: patrimônio, cultura, povos originários, meio ambiente, gênero, etc. Na categoria regional participam pessoas que não vivem na capital do país, com orçamentos mais delimitados e, por último, que tratem de temas mais locais dentro do nosso longo e estreito país.

3- Além das competições, quais outras atividades estão previstas para esta edição?

FV – Com a nossa aliança com o Festival Ojo de Pescado teremos três mostras escolares na província de Chiloé, uma retrospectiva dos ganhadores do FEDOCHI 2017 na capital regional (Puerto Montt) no Centro Cultural Diego Rivera e, por fim, uma oficina para professores de história da Ilha Grande de Chiloé. Ainda, estamos preparando a mostra e, como a cada ano, esperamos ter um par de filmes de ficção chilenos estreados ainda neste ano, já que a população do arquipélago não tem acesso porque na ilha de Chiloé ainda não tem cinema.

O prazo para candidatura nas competições é até 20 de outubro.

“O cinema, e neste caso o cinema documentário, é a combinação de escolhes em que se cruzam o ponto de vista – o olhar do realizador – e uma série de ferramentas narrativas e estéticas, carregadas de uma forte subjetividade própria dos seres humanos e dos desejos que os motivam”. Definição disponível no side do FEDOCHI.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
Está aberta a convocatória para a 13º edição do Festival de Documentários de Chiloé, 5.0 out of 5 based on 1 rating

Tags: chile, cine chileno, cine documental, competencia, convocatoria, documental, documentário, FEDOCHI, festival

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*