5640 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.5/5 (2 votes cast)

Um domingo no MAM

Ano de 1971, Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna. Nesse espaço, entre janeiro e julho daquele ano, os últimos domingos de cada mês entraram para a história das artes e da cultura brasileira como os Domingos da Criação. O crítico e curador Frederico Morais convidou uma série de artistas para realizar diversas manifestações ligadas a materiais como o papel, a terra, o tecido, o corpo, o som e o fio. Toda memória, porém, pode e deve ser reativada a partir do nosso presente. Rejeitando qualquer retomada ou revisão, afastando o ranço nostálgico de uma visita ao passado e aceitando a impossibilidade de refazer os Domingos da Criação como foram feitos, artistas plásticos, entre as novíssimas Isabel Sá Roriz e Vivian Caccuri e participantes da primeira edição, como Cildo Meireles, propuseram a articulação entre a memória dos eventos de 1971 com as novas possibilidades de reunir artistas e população ao redor de um impulso criativo. Assim, nasce “Um domingo no MAM”: como o registro dessa tentativa. O documentário \\\\\\\\\\\\\\\"Um domingo no MAM\\\\\\\\\\\\\\\" é uma busca audiovisual no sentido de vivenciar a arte contemporânea. Uma procura pela sensação das experiências ali propostas. Indo além do mero registro fotográfico do evento para tentar mergulhar na vivência de cada um deles, o filme tenta esmiuçar, afinal, o que seria mesmo esse negócio de arte contemporânea.

Tema: ARTES

Tags: arte, arte_contemporânea, contemporânea, experimentación, experimental, MAM, plásticas

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 20'14"

Diretor: Letícia Simões

Produtor: Mariana Ferraz, Guilherme Coelho

Ano: 2011

Formato: HD

Montagem: Diego González

Som Direto: PH Silva

Fotografia: Alberto Bellezia, Flávio Alexin, João Villela, Mariana Martins e Roberto Borati

Trilha: Pedro Bonifrate, Nelo Johann

Filmografia do Diretor:
Diretora do longa-metragem "Bruta Aventura em Versos", sobre a obra da poeta carioca Ana Cristina Cesar. Em finalização.

Roteirista do longa-metragem "Um dia com Frederico Morais", um encontro com o artista plástico e crítico de arte Frederico Morais. Mostra Panorama do Cine Las Americas 2011.

Diretora do curta-metragem "Querida B,", adaptação da troca de cartas entre duas amigas. Mostra Internacional do 33o Festival Clermont-Ferrand; 54o Filmonik, em Manchester, Inglaterra.


Comentário do Diretor: "Um domingo no MAM" é uma forma audiovisual prazerosa de vivenciar a arte contemporânea. Procurei, ao fazer o registro dos novos Domingos da Criação no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, reproduzir o mais fielmente possível a sensação das experiências propostas ali pelos artistas. Uma das inúmeras definições de arte contemporânea é a perda das fronteiras entre o que é visual, o que é música, o que é ou não permitido e, principalmente, entre o artista e o público. Os encontros no MAM questionaram, brincaram e em certa medida quebraram essas barreiras.

Deixe uma resposta para bruzeni@hotmail.com Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Luciano Figueiredo disse:

    Ecelente e importante documento sobre arte brasileira!

CURTAS RELACIONADOS

A Infância de Anastácia

Memórias de dona Anastácia e da cidade do...

Arte em transe

Manifestações artísticas nas ruas há em todos os países, mas parece que elas se multiplicam na Espanha. As histórias de...

Passeios no Recanto Silvestre

José Agrippino de Paula (1937-2007), escritor, cineasta e dramaturgo rebelde dos anos 1960/70 residia em Embu (SP) quando a diretora...

Gerlach Cine Desterro

O documentário de curta-metragem Gerlach Cine Desterro aborda a história do escritor e cinéfilo Gilberto Gerlach e sua relação com...

Quadro Vivo

Quadro Vivo é um documentário em homenagem aos cidadãos de Corinto, Minas Gerais, que há 80 anos celebram a Semana...

Apóstrofes

Curta experimental onde a beleza e o espírito da incerteza e da criação acontecem fora da resignação narrativa. Trata-se de...