4391 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.3/5 (3 votes cast)

Janela Molhada

A trajetória dos imigrantes europeus, pioneiros do cinema no Brasil e os Ciclos Regionais de Cinema. Em Pernambuco, dois italianos fundaram a primeira produtora de cinema do estado em 1920 e a filha de um deles é hoje, aos 92 anos, a última remanescente do cinema mudo brasileiro. O filme levanta ainda a questão da preservação e restauração de acervos através do método Janela Molhada.

Tema: BIOGRAFIA

Tags: cinema_mudo, imigração, inmigracion, italianos, pernambuco, restauro

Programa Relacionado: Arquivo de Cinema

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 22'

Diretor: Marcos Enrique Lopes

Produtor: Marcos Enrique Lopes

Ano: 2010

Montagem: Fernando Fonini

Som Direto: Marcos Coutinho

Fotografia: Carlos Ebert

Trilha: Peter Scherer

Filmografia do Diretor:
A Composição do Vazio (2001)
Janela Molhada (2010)
Tempo Impresso (2011)


Comentário do Diretor: O contato com o universo do filme dá a oportunidade de nos reportarmos aos primórdios do cinema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Augusta: Do Luxo à Luxúria

A rua mais conhecida da cidade de São Paulo do jeito que você nunca...

Canais de Santos

O Curta celebra o centenário dos canais e mostra, com fotos e vídeos históricos, toda a importância das obras que...

Café Passado Agora

Do êxito ao êxodo, caminhos da cafeicultura na região norte do Paraná. Curta documentário gravado em 2008 em distritos da...

São Carlos / 1968

A greve dos funcionários do Frigorífico São Carlos, em 1968, entrou para história como o maior enfrentamento político da cidade...

Juanita

"Juanita", através de um depoimento intimista e poético, conta a história de Márcia Gomes da Silva. Uma mãe que teve seu...

Miguel Batista, o construtor de imagens

“Agradecemos o cinema

Pelos franceses inventados

Lumiére Louise August

Depois modernizado

Por Thomas Alva Edison

Foi americanizado”

Esse verso do cordel “A Glória do cinema cabe...