7148 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.3/5 (3 votes cast)

Um Minuto de Silêncio

Um Minuto de Silêncio é um documentário que apresenta a morte de uma visão diferente do convencional, através de quem trabalha e convive com ela todos os dias. O sol é o grande personagem, representando tanto a vida como a morte. Ele se põe, mas nasce grandioso pela manhã, dando início a mais um lindo dia.

Tema: COMPORTAMENTO

Tags: morte, trabalho, vida

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 19'

Diretor: Neurilan Ribeiro

Produtor: Laílson Oliveira, Shirlene Teles e Ayana Angélica

Ano: 2011

Montagem: Letícia Sally

Fotografia: Letícia Sally

Deixe uma resposta para cecilia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Celia Regina disse:

    Parabéns a toda a equipe e seus professores/orientadores! A Unimonte deve estar vibrando com o sucesso de vocês, por conseguirem documentar um tema tão difícil com a sensibilidade e a sutileza dos grandes profissionais. Espero novas criações com muitos prêmios. Vocês todos merecem!!!! Celia/Guarujá

  2. Patricia Panão disse:

    Parabéns a estes profissionais que são essenciais no momento mais doloroso para a família.

  3. Carla Diegues disse:

    Parabéns pelo “olhar” de sensbilidade e verdade! Aos depoentes os parabéns pelos sentimentos passados de orgulho, seriedade, valor e singularidade ao que fazem! Obrigada por existirem e sabermos que serão profissionais como vocês que também farão UM MINUTO DE SILÊNCIO POR NÓS! Fiquem com DEUS!

  4. Arenilde carvalho disse:

    Excelente documentário!
    Parabéns!!!!!

  5. Lindemberg Pereira dos Santos disse:

    Esse é realmente um filme que comove, mas não faz chorar. Isso não quer dizer que não esteja imbuído de emoção, ainda mais por tratar de um assunto que de alguma forma estaremos envolvidos a qualquer momento de nossa vida. Talvez até semelhante aos personagens desse curta.
    É muito bom saber que estou próximo desse pessoal que transformou essa ideia em filme. Mesmo porque a vida é um grande aprendizado que nos permite viver ainda melhor, sabendo viver!

  6. Ordilene Teles disse:

    Estão todos de parabéns!! Muito bom o curta!

  7. Regina disse:

    Fim da nossa jornada.
    Muito Interessante e profundo… um verdadeiro mistério!

  8. cecilia disse:

    As pessoas que trabalham diretamente neste minuto de silêncio, fazem por que se dedicam ao outro. Fazem deste silêncio, “Uma próxima Jornada”.

  9. karen cristina dos santos disse:

    Parabéns à equipe principalmente à minha grande amiga Neurilan, por sua dedicação e ousadia.

  10. karen cristina dos santos disse:

    Uma visual suave e bem humano de quem trabalha com o lado da dor.

  11. Dayane disse:

    Parabéns pelo curta. Ficou muito profissional, bonito, esclarecedor e comovente sem sensacionalismo. Sucesso para vocês.

  12. Wilson Morato disse:

    Ótimo curta! Essa é a unica certeza que temos na vida. Saber como as pessoas lidam com isso é muito interessante. Cada um aborda de uma forma, mas quando o assunto é criança, a opinião é uma só! Parabéns, espero ver mais trabalhos desse pessoal!

CURTAS RELACIONADOS

O fio da história, entre agulhas e tecidos

“Eu me lembro da sirene da fábrica, do ir e vir dos operários, das histórias em torno daquele lugar. Era...

Justiceiras de Capivari

Documentário sobre um grupo de mulheres que resolveu tomar a frente na batalha contra o estupro, em uma área sem...

Tikimentary

Qual a relação entre a Ilha de Páscoa, os filmes de Elvis Presley, Havaí, Carmen Miranda, e um grupo de...

Uma breve história do Rock

Realizado em pouco mais de dois meses, o documentário de curta-metragem mostra a relação entre a história do rock e...

BLACK BLOC – A Story of Violence and Love

História de amor e violência - documentário ou ficção? - no meio dos Black Blocs, que as mídias tradicionais descrevem...

Codinome beija-flor

Viver é correr riscos. Com os relacionamentos, aprendemos a viver. Há marcas que são levadas para o resto da...