2639 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.0/5 (2 votes cast)

arRUAceirøs, uma outra visão de cidade

Retrata diferentes movimentos de ocupação civil do espaço público em São Paulo, partindo de múltiplos olhares, múltiplas vontades. A narrativa é composta por personagens que se apropriam da rua com intuito de ressignificá-la. Desde ciclistas que reivindicam compartilhamento das vias com os veículos motorizados, até coletivos e indivíduos que têm pipocado na cidade e se propõem a ocupar espaços de forma lúdica e a pensar a rua como um local de encontros, de uso e de construção coletiva.

Tema: COTIDIANO

Tags: cidad, cidade, ciu, ciudad, espaço público, ocupação, rua

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 20'

Diretor: Estevão Bittencourt e Priscilla Cavalieri

Produtor: Estevão Bittencourt e Priscilla Cavalieri

Ano: 2011


Comentário do Diretor: Esse doc nada mais é do que a aposta em uma mudança de paradigma na forma como os paulistanos se relacionam com a cidade, um manifesto de que existe vontade e disputa pelas ruas e também caminhos para que a cidade seja para as pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CURTAS RELACIONADOS

O Aglomerado da Serra que Belo Horizonte Esqueceu

Brasil, Belo Horizonte, Aglomerado da Serra. 2 maior conjunto de favelas da América Latina. 80 mil pessoas subindo e descendo...

Encanto

Um grupo de senhores em Barcelona, na Espanha, cria pássaros para competições de canto. O filme adentra no pequeno mundo...

Solo Praiera

Um jovem faz um solo para que a bola não caia no...

Bar da Estação

Até 1990, o município de Ribeirão Vermelho, Minas Gerais, abrigava um dos maiores complexos ferroviários do estado. Trabalhavam ali cerca de...

SAMPA GRAFFITI | Truff

SAMPA GRAFFITI é uma série de vídeos que enfoca o trabalho de grafiteiros que atuam na cidade de São Paulo...

Alguns Tritões

Um filme dos Tritões não pede...