7010 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.7/5 (6 votes cast)

Brincadeiras dos nossos avós

Através de uma pesquisa com pessoas mais idosas, educadores e alunos, conjuntamente com parcerias das escolas da cidade de Boa Vista (Paraíba, Brasil), foram resgatadas brincadeiras antigas, seja por brinquedos simples, cantigas de rodas, jogos coletivos e individuais, mas que despertaram, durante as gravações, saudosismo dos antigos e um possível resgate educacional para ser aplicado por educadores em outras escolas.

Tema: COTIDIANO

Tags: Amarelinha, Baleada, brincadeiras, brincadeiras_de_roda, crianças, especial_educação, juegos_niños, pular_corda

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: '

Diretor: Flávio Alex Farias

Produtor: Soahd Arruda Rached Farias

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Vinicios Lima

Som Direto: Vanessa Soares e Ysmenia Valeska

Fotografia: Valéria Soares e Nilsinho Araujo

Trilha: Diversos

Festivais:
Exibido na TV Universitária de Vigo, Espanha, durante programação de XIX Ponte nas ondas. Selecionado para exibição no 7º FARCUME - Festival de curta metragem de Faro, Portugal, a ser exibido entre os dias 28 a 31 de agosto de 2013.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Caixa Mágica

Caixa Mágica conta a história do quilombo Barra de Aroeira, localizada no interior do Tocantins, na perspectiva da relação dos...

Lurdinha, a Vendedora de Ilusões

Uma abordagem poética sobre a importância de personagens que poderiam ficar no anonimato, mas que se tornam um elo entre...

Saba

Um casal de centenários, seus corpos, sua casa e sua espera.

Case

O “Bloco do Case” é um bloco carnavalesco que reúne na quarta feira de cinzas os técnicos e músicos que...

Barnabé, um Guerreiro

Solitário, Barnabé vende cartões-postais no Pelourinho há 42...

Sentidos

O DOCUMENTÁRIO MOSTRA A CIDADE DE ITAJAÍ POR MEIO DOS SENTIDOS DA JOVEM KÁTIA, DE 19 ANOS, QUE É CEGA...