4756 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (4 votes cast)

Naquele tempo

Do tempo da conversa sem pressa. Conversa em verso e prosa. Das narrativas sobre bruxas, feiticeiras e lobisomens que habitavam os dias e noites do imaginário ilhéu. Até a chegada da luz, do dilúvio de acelerações, da compressão do espaço-tempo. Rupturas e esquecimentos - até que os ventos mudem de sentido.

Tema: COTIDIANO

Tags: artesanato, bruxas, cultura popular, envelhecimento, florianópolis, gerações, história, idosos, ilha, lendas, lobisomem, memória, progresso, renda de bilros, rendeiras

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 10'49"

Diretor: Daniel Choma

Produtor: Câmara Clara

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Daniel Choma

Fotografia: Daniel Choma


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Rosana disse:

    Vim para essa ilha como outros tantos, em uma época que só existiam ladrões de galinha e via uma capital provinciana, vivenciar o estilo de vida das pessoas daqui, hoje sofro o sofrimento delas em ver tudo mudando desenfreadamente, se transformando em uma terra sem lei. Uma pena!

    No votes yet.
    Please wait...

CURTAS RELACIONADOS

Case

O “Bloco do Case” é um bloco carnavalesco que reúne na quarta feira de cinzas os técnicos e músicos que...

Os Blanco

Há 50 anos, a família Blanco vive na mesma casa, na Rua Primeiro de Maio, número 26, em Pinar del...

Memórias de Meninas não mais de Engenho

Conversa com o clássico de José Lins do Rego Menino de Engenho. Memórias de sertanejas reveladas, inventadas e...

Nada com ninguém

Documentário sobre um velho homem que vive com seu filho em uma montanha, isolado de contato com o mundo exterior....

Sinal Vermelho

O “Sinal vermelho” é a deixa dada para os artistas de rua mostrarem todos os seus talentos. Diferentes artistas contam...

Marina

Una mujer colombiana vive como refugiada en el Ecuador. Enfrentada a los problemas de salud, a la soledad...