3856 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (4 votes cast)

Naquele tempo

Do tempo da conversa sem pressa. Conversa em verso e prosa. Das narrativas sobre bruxas, feiticeiras e lobisomens que habitavam os dias e noites do imaginário ilhéu. Até a chegada da luz, do dilúvio de acelerações, da compressão do espaço-tempo. Rupturas e esquecimentos - até que os ventos mudem de sentido.

Tema: COTIDIANO

Tags: artesanato, bruxas, cultura popular, envelhecimento, florianópolis, gerações, história, idosos, ilha, lendas, lobisomem, memória, progresso, renda de bilros, rendeiras

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 10'49"

Diretor: Daniel Choma

Produtor: Câmara Clara

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Daniel Choma

Fotografia: Daniel Choma


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Rosana disse:

    Vim para essa ilha como outros tantos, em uma época que só existiam ladrões de galinha e via uma capital provinciana, vivenciar o estilo de vida das pessoas daqui, hoje sofro o sofrimento delas em ver tudo mudando desenfreadamente, se transformando em uma terra sem lei. Uma pena!

CURTAS RELACIONADOS

Eiga no Monogatari – Histórias de cinema

As primeiras exibições de filmes japoneses no Brasil aconteceram entre os anos de 1926 e 1927, através do cinema ambulante....

Vulgo necessidade

Relatos sobre a maior enchente de todos os tempos na comunidade Vila Nova Pirajussara, Campo Limpo, zona sul de São...

Seo Manoel Barbeiro – Um curtametragem sobre o tempo e a cidade

Hoje com 85 anos e conhecido como Manoel Barbeiro, o cearense de Crateús, Manoel Soares da Silva, aos 15 anos...

Morte e Vida Severina

Sobre o projeto " Capibaribe-Tietê, uma estrada entre dois rios". A peça de teatro foi selecionada pelo PROAC de Circulação...

Vissungo, fragmentos da tradição oral

Os vissungos são cantos, com funções sociais, executados pelos escravos mineradores de Minas Gerais do século XVII. Estes cantos mesclam...

Petit Georges, verticalidades

Verticalidades é o mais recente trabalho do artista plástico argentino, radicado em Diamantina, Petit Georges. O vídeo mostra a relação...