5210 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (4 votes cast)

Naquele tempo

Do tempo da conversa sem pressa. Conversa em verso e prosa. Das narrativas sobre bruxas, feiticeiras e lobisomens que habitavam os dias e noites do imaginário ilhéu. Até a chegada da luz, do dilúvio de acelerações, da compressão do espaço-tempo. Rupturas e esquecimentos - até que os ventos mudem de sentido.

Tema: COTIDIANO

Tags: artesanato, bruxas, cultura popular, envelhecimento, florianópolis, gerações, história, idosos, ilha, lendas, lobisomem, memória, progresso, renda de bilros, rendeiras

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 10'49"

Diretor: Daniel Choma

Produtor: Câmara Clara

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Daniel Choma

Fotografia: Daniel Choma


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Rosana disse:

    Vim para essa ilha como outros tantos, em uma época que só existiam ladrões de galinha e via uma capital provinciana, vivenciar o estilo de vida das pessoas daqui, hoje sofro o sofrimento delas em ver tudo mudando desenfreadamente, se transformando em uma terra sem lei. Uma pena!

    No votes yet.
    Please wait...

CURTAS RELACIONADOS

Alfaiate

O documentário retrata de forma subjetiva e lírica a história de quatro Alfaiates de Fortaleza -CE que buscam se manter...

O Novo nas Ruas

Toda geração tem direito a seu maio de 1968... Inesperados, maiores que suas causas, colocam a política em cheque a...

O pequeno Sergio

O documentário se passa em uma pequena comunidade de Ciudad Bolívar, situada nas montanhas que rodeiam a cidade de...

Constitución

Constitución, um bairro marginal da cidade de Buenos Aires, é retratado a partir de personagens que dão vida a uma...

Um Rio Invisível

Documentário sobre o processo de instalação da obra Pets, do artista plástico Eduardo Srur, às margens do Rio Tietê em...

Encontro de Mestres

"Os nossos mestres, a gente nunca esquece." Depoimento de Adaíro Pires, Violeiro da Congada Verde, Atibaia-SP, presente no documentário Encontro...