3082 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.0/5 (1 vote cast)

Água!… fogo serei

Nas telas dos cantos, homens e mulheres de todas as camadas sociais, todas as raças. São umbandistas unidos para celebrar Exu, orixá das encruzilhadas, o ‘trickster’ da cultura Ioruba sincretizado pela umbanda, a partir dos anos 1930 quando se forma essa religião ‘brasileira’. Vê-se aos pés dos possuídos, num banquinho branco, uma imagem de Zé Pilintra, vestido de branco com sua gravata e chapéu vermelho. Essa entidade, extraída do arquétipo do malandro carioca, aparece repetidamente no vídeo.
Na imagem central, quatro meninas com idades entre 7 a 11 anos. Elas estão vestidas como Iemanjá, Rainha das Águas, e acompanhadas por meninos vestidos de ‘marujo’. As meninas timidamente se aproximam das águas salgadas. De mãos entrelaçadas, formam uma ciranda que atravessa as imagens, juntado fogo com água, infância com maturidade, entrega com domínio, voyeurismo com exibicionismo.
Qual o circuito dessas imagens? O que levará, um dia, as princesas das águas às chamas de Exu?

Tema: CULTURA POPULAR

Tags: exu, iemanjá, princesas, umbanda

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 4'

Diretor: Roderick Steel

Produtor: Roderick Steel

Ano: 2007

Montagem: Roderick Steel

Som Direto: Roderick Steel

Fotografia: Roderick Steel

Trilha: não

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

120 Cordas

Um maestro e sua luta para criar e manter uma orquestra de cordas formada por 20...

Desde o extremo sul

Como explica um antigo refrão do sul da China, "ali onde chegam as ondas, ali chegam os chineses". Com milhões...

Saravá Jongueiro Novo

O filme é resultado do 2º Encontro de Jovens Lideranças Jongueiras, realizado em janeiro de 2012 no Quilombo São José...

Zé Coco do Riachão – Minha viola e eu

Vida e obra do rabequeiro e violeiro mineiro Zé Côco do...

Caju e Castanha – Som da Rua

Os irmãos Alves da Silva, de Vitória de Santo Antão (PE) começaram a carreira, ainda crianças, cantando junto na Praça...

Dançando Negro

A Zabelinha e o Enrolador, duas danças tradicionais, foram resgatadas em 2008 pela comunidade remanescente de quilombo Laranjeira, Igrapiúna, Baixo...