5222 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.3/5 (4 votes cast)

Uma Ciência Encantada

Um documentário sobre as percepções e impressões acerca dos mistérios e encantos de uma praia do litoral paraibano, inserida na cosmologia da Jurema Sagrado.

Tema: CULTURA POPULAR

Tags: imaginário_popular, Jurema, paraíba, Tambaba

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 20'

Diretor: Chico Sales

Produtor: Vivian Maitê Castro

Ano: 2010

Formato: HDV

Montagem: Ely Marques

Som Direto: Caio Gomes

Fotografia: Leandro Cunha

Trilha: -----------------

Prêmios:
----------

Festivais:
2011 - 6ª Mostra de Cinema de Ouro Preto - Ouro Preto [MG] 2011 - 5º Festival de Cinema dos Países de Língua Portuguesa [CINEPORT] - João Pessoa [PB] 2011 - III Festival do Filme etnográfico do Recife - Recife [PE] 2011 - VI Festival Audiovisual de Campina Grande [Comunicurtas] - Campina Grande [PB] 2011 - VII Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro - João Pessoa [PB]


Comentário do Diretor: O documentário “Uma Ciência Encantada” tem o intuito de explorar um dos diversos espaços cosmogônicos do culto da Jurema Sagrada, no município de Alhandra, situada na zona da mata paraibana: a Cidade Encantada de Tambaba. A praia de Tambaba, famosa por ser a primeira praia naturista do Nordeste, é descrita, por inúmeras narrativas orais, como um portal de acesso para variados planos astrais relacionados a este culto, onde habitam inúmeros espíritos relacionados à Jurema, e que nela são ofertados trabalhos espirituais aos antigos mestres juremeiros, e às divindades do mar. O tratamento estético-narrativo do documentário “Uma Ciência Encantada”, vem, portanto, no sentido de explorar a riqueza destas narrativas orais, e dos mais diversos significados acerca do plano simbólico da Cidade Encantada de Tambaba. Desta forma, busquei trazer à compreensão do espectador, a diversidade e a complexidade da representação de um campo que possui uma incrível veracidade e vitalidade no imaginário dos adeptos da Jurema Sagrada. Utilizando-se, em grande parte, de elementos emprestados do cinema experimental, a idéia foi de buscar compreender este pensar mítico, por meio de um repertório heterogêneo de símbolos do culto a este espaço encantado, em que todos os elementos deste pensamento estão no meio caminho entre percepções-imagens e conceitos difusos sobre este campo cosmológico. Por fim, a proposta deste filme é, através da sabedoria popular e da tradição oral, buscar compreender a riqueza de expressões deste espaço mítico, num exercício de experimentação sobre o seu campo imaginário-simbólico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

A la plaza el 24

Buenos Aires, 24 de marzo de 2012. La multitudinaria marcha con más de 30 años de caminos, es la protagonista...

Uma banda em nossas vidas

Memórias dos moradores de Rio Pomba-MG sobre a banda de música revelam o importantes tradições culturais como coroações de Nossa...

Kotkuphi

A colheita, o preparo do alimento, o canto, e demais atividades envolvidas na realização de um yãmîyxop, o ritual, em...

Hoje tem espetáculo?

Palhaço é sinônimo de felicidade, risadas, brincadeiras e palhaçadas.  Mas o que há por trás da face dele? O filme mostra...

Gaúchos Canarinhos

Um homem que criou um país. O documentário “Gaúchos Canarinhos” conta a história de um criador e de sua maior...

Loas aos Reis do Congo

O Maracatu no Ceará é lento, lembra o banjo, os rostos pintados com um mistura de tinta e vaselina enfeitam...