Não foi possível exibir o filme desta fonte -
3903 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (2 votes cast)

Sem perder a ternura

Dionata nasceu em um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, na zona rural de Abelardo Luz, oeste de SC. Ele e seus irmãos estudaram desde criança em escolas com a pedagogia do MST. Hoje, Dionata é aluno do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal da Fronteira Sul. Sua história e de sua família revela que a luta do movimento vai além da luta pela terra e que sua trajetória é um exemplo de conquista.

Tema: DIREITOS HUMANOS

Tags: educação, educación, especial_educação, especial_meioambiente, mst, pedagogia, UFFS

Continuação: Parte 1 - Parte 2

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 26'37"

Diretor: Marcia Paraiso e Ralf Tambke

Produtor: Marcia Paraiso

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Glauco Broering

Som Direto: Ju Baratieri

Fotografia: Ralf Tambke

Trilha: Luiz Gayotto

Prêmios:
FAM 2013 - Prêmio Curta Doc Cinecipó - Menção Honrosa

Festivais:
FAM 2013 Cinecipó

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

A ditadura da especulação

Sobre as tentativas de impedir que as máquinas derrubassem a vegetação local para construção de edifícios do setor noroeste. Diversos...

Do solo à arte

Dona Sueli é uma artesã de Mantenópolis (ES), especialista no tratamento e manuseio da argila. Uma mulher que faz o...

Rio-Uruçumiry

Ponte de resgate da aldeia Tupinambá de Uruçumiry, sede da Confederação dos Tamoios até 1567, quando foi destruída numa operação...

Promessa

Documentário que retrata as promessas políticas feita à comunidade Arthur...

Sem lenço e sem documento

O movimento hippie teve seu fim há algumas décadas, mas deixou herdeiros que ainda acreditam em uma ideologia que vai...

Sexo Virtual – com Contardo Calligaris

A internet mudou tudo. O trabalho, a comunicação, os relacionamentos, e, claro, o sexo.  Mas mudou para melhor ou para...