3114 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.0/5 (1 vote cast)

Roda Grande Passando pela Pequena

ndios Xukurú expulsam fazendeiro responsável pelo assassinato do cacique Xicão de suas terras. Caravana de índios do norte visitam as áreas indígenas Xukurú, Kambiwá e Pipipã (PE) para troca de experiências de vida e de luta pela terra.

Tema: DIREITOS HUMANOS

Tags: indígena, kambiwá, pipipã, retomada, xukuru

Continuação: Parte 1 - Parte 2

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 25'

Diretor: Telephone Colorido

Produtor: Telephone Colorido

Ano: 2004

Formato: HD

Montagem: Telephone Colorido

Som Direto: Telephone Colorido

Fotografia: Telephone Colorido

Trilha: Tribos Índigenas

Filmografia do Diretor:
Resgate Cultural – o filme (ficção) 16mm
Figueira do Inferno – (doc) 35mm
Engenho Prado, guerra de baixa intensidade na Mata Norte de Pernambuco
Retomar, Resistir, Ocupar
Lua dos Praiás Kambiwá
Potiguara - Marcação Serrada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Janelas para tuas cores

Uma documentarista brasileira encontra uma jovem cubana que sonha  em viajar o mundo e tem medo de nunca conseguir. Neste...

Autonomistas

"AUTONOMISTAS" relata a saga de um povo e a sua luta pela auto-gestão. Este movimento fez São Caetano deixar a condição...

Ao final do arcoiris

Alfonso Patiño é um fazendeiro que passou a vida tuda no município de Caramanta localizado a sudoeste de Antioquia, na Colômbia,...

Escola Eldorado

Testemunha viva da história recente do Brasil, Alcione Silva migrou do Maranhão para o sul do Pará nos anos 1960...

Tecelagem e Cerâmica em Pedro II

O trabalho e a força de um grupo de mulheres da associação XiqueXique junto a tecelagem artesanal no Piauí e...

Rita

Rita é hoje uma senhora que quando criança foi abandonada pela mãe e depois encaminhada para a FEBEM, onde ficou...