8749 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.9/5 (41 votes cast)

Teto de Lona

Um dos maiores problemas da capital paulista é a falta de moradia. Por isso, é cada vez maior o número de terrenos vazios ou abandonados que são invadidos por quem não tem onde morar, paga aluguel ou vive em situação precária. Um grupo de aproximadamente duas mil famílias ligadas ao MTST, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, ocupou em setembro de 2014 um terreno abandonado no Morumbi, um bairro de alto padrão de São Paulo. Mas o que leva essas famílias a invadirem um imóvel?

Tema: DIREITOS HUMANOS

Tags: moradia, movimento social, movimento_social_por_moradia, movimentos sociais, MTST, periferia, São Paulo, sem-teto, social, sociedade

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 13'37"

Diretor: Luana Lourenço

Produtor: Mayara Bonfim

Ano: 2014

Formato: HD

Montagem: Anderson Queiroz, Lucas Cunha e Renan Rinaldim

Fotografia: Mariana Queiroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Entrelinhas

A relação da equipe com pacientes do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico na penitenciária estadual de Santa Catarina, Brasil....

As Cartas da Plaza de Santo Domingo

Relatos íntimos que conectam histórias particulares a questões universais. Um registro na fronteira entre real e imaginario, sobre os escritores...

Sinal Vermelho

O “Sinal vermelho” é a deixa dada para os artistas de rua mostrarem todos os seus talentos. Diferentes artistas contam...

Ó o rapa!

"Ó o rapa" é um recorte da situação cotidiana dos ambulantes da cidade de Goiânia. Numa mistura de lúdico e...

Detalhe

Depoimento de uma adolescente que personifica uma pessoa portadora do vírus HIV, construída com base em entrevistas realizadas com jovens...

As Cores do Lixo

Um dia em um pequeno galpão de reciclagem. Todos os restos e as sobras. Aquilo que ninguém...