6938 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (7 votes cast)

Flaskô, a Fábrica

A Flaskô se diferencia de todas as outras fábricas do país: ela foi ocupada por seus trabalhadores e é gestionada por eles. Quando o antigo patrão quis levá-la a falência, os trabalhadores decidiram comprar a luta e continuaram suas atividades. Eles comentam: “Ocupar uma fábrica é montar um cavalo doido”.

 

 

Tema: INCLUSÃO

Tags: Emiliano Goyeneche, especial_inclusao, fábrica ocupada, Flaskô

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 15'17"

Diretor: Emiliano Goyeneche

Produtor: Lygia Sabbag

Ano: 2013

Formato: HD

Montagem: Emiliano Goyeneche, Clarissa Moser

Som Direto: Kena Chavez, David Nardelli

Fotografia: Emiliano Goyeneche, Clarissa Moser

Trilha: Nana Vasconcelos

Prêmios:
Estreia

Festivais:
Estreia


Comentário do Diretor: Este filme é importante porque mostra que são possíveis outras formas de trabalho, sem exploradores nem explorados.

Deixe uma resposta para Ana Maria garcia Loureiro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Ana Maria garcia Loureiro disse:

    A Ocupação da Flaskô e sua história de resistencia , é um exemplo. A gente que acompanha essa luta e sabe que esse é o caminho, ficamos orgulhosos pelos companheiros que conduzem essa batalha.

CURTAS RELACIONADOS

ABC Brasil

Documentário sobre a retomada do movimento operário, durante e após 17 anos de ditadura, liderado pelos metalúrgicos do ABC Paulista...

Galeria

O teatro é mais louco que o crack. Experiência de um grupo de teatro que atua em unidades...

As Cores do Lixo

Um dia em um pequeno galpão de reciclagem. Todos os restos e as sobras. Aquilo que ninguém...

Páginas Vazias

Ambientado no sertão baiano, logo após a Guerra de Canudos (1896- 1897). Inspirada na poesia: "Paginas Vazias" escrita em...

É pó, é pedra, é o vício no meio do caminho

Vindos de diferentes bairros periféricos de Goiânia e cidades do interior de Goiás, meninos com diferentes trajetórias de vida se...

Céu de dor

Como o consumo e o lixo nos...