8403visualizações
visualizações

8404

Estacionamento

Estacionamento é um documentário poético/reflexivo sobre as salas de cinema de calçada que fecharam em Pelotas. A intenção do filme é, entre outras coisas, provocar a reflexão sobre o local da cultura na sociedade atual, marcada, de acordo com teóricos da comunicação, pelo individualismo. Como fica a exibição cinematográfica na sociedade individualista contemporânea, se o ritual de ir ao cinema está cada vez menos na moda? O que faz com que as pessoas, hoje, prefiram assistir filmes sozinhas em outras mídias, ao invés do ritual coletivo da sala escura? Essas e outras questões são sugeridas no filme, ilustradas por imagens do atual estado dos antigos cinemões da cidade.

Tema: MEMÓRIA

Tags: cine, cinema, comunicação, individualismo, pós-modernidade

Continuação: Parte 1 - Parte 2 - Parte 3

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 24'

Diretor: Cíntia Langie e Daniela Pinheiro

Produtor: Cíntia Langie e Daniela Pinheiro

Ano: 2008

Formato: HD

Montagem: Cíntia Langie e Daniela Pinheiro

Som Direto: Cíntia Langie e Daniela Pinheiro

Fotografia: Cíntia Langie e Daniela Pinheiro

Trilha: Alexandre Mattos, Dione Silveira, Davi Mesquita

Filmografia do Diretor:
Overdose, 2006
Katanga's Bar, 2007
Estacionamento, 2008
Futebol Sociedade Anônima, 2009

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Fernando Strole disse:

    Interessante documentário, por isso, gostaria de deixar aqui minha reflexão… Como a cultura pode ser compreendida como tudo aquilo que é produzido a partir da inteligência humana, e ela está presente desde os povos primitivos em seus costumes, sistemas, leis, religião, em suas artes, ciências, crenças, mitos, valores morais e em tudo aquilo que compromete o sentir, o pensar e o agir das pessoas, penso que em relação ao documentário, e respondendo a pergunta, o que faz com que as pessoas hoje, prefiram assistir filmes sozinhas em outras mídias, ao invés do ritual coletivo da sala escura, é a comodidade, facilidade, economia de tempo, pois esta ali, ao alcance das mãos ao simples toque, possibilitado e viabilizado pela tecnologia (principalmente a Internet).

    No votes yet.
    Please wait...

CURTAS RELACIONADOS

Tainhas à vista

A pesca artesanal da Tainha na praia do Pântano do Sul, em Florianópolis-SC. Idosos da comunidade narram sobre pescarias de...

Martinho da Vila, Paris 1977

Depoimento extrovertido de Martinho da Vila. Mostra o artista entre amigos, pelos bairros e bares parisienses. Nesse ano...

Hugo – Ofício Barbeiro

Hugo de Siqueira Rosa é barbeiro a mais de 40 anos em Jacareí,  ele nos mostra um pouco de seu...

Eu, trilho

A diretora constrói a história da avó a partir de depoimentos de sua mãe, de mulheres, da reunião de objetos...

O fio da história, entre agulhas e tecidos

“Eu me lembro da sirene da fábrica, do ir e vir dos operários, das histórias em torno daquele lugar. Era...

As Artes que Vêm do Mar

Niterói é uma cidade abastada de talentos de artes plásticas. E do mar vem muito da inspiração. Impulsionada por um...