3149 visionados
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 2.0/5 (2 votes cast)

Silêncio da pedra

As estátuas são uma das formas em que a cultura ocidental tenta manter memórias e lembranças de eventos, personagens e lugares.
Inspirado na metáfora das estátuas de mármore e de murta, escrita por Antônio Vieira e aproveitada com elegância por Eduardo Viveiros de Castro, bem como na metáfora da estátua no Tratado das sensações de Condillac, e motivada também pelo filme As estátuas também morrem de Alain Resnais e Chris Marker, este curta explora o silêncio de uma estátua em particular, sua presência muitas vezes invisível, e sua natureza inquietante, pelo menos para o realizador.

Tema: ARTES

Tags: antropologia, estatua, estátuas, história, memória, monumento, ufsc

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 5'

Diretor: Carlos Cárdenas Ángel

Produtor: Carlos Cárdenas Ángel

Ano: 2008

Formato: HD

Montagem: Carlos Cárdenas Ángel

Fotografia: Carlos Cárdenas Ángel

Trilha: Carlos Cárdenas Ángel

Filmografia do Diretor:
Juti-cia para todos. 85 min. Mini DV. Presentado no Festival Distrital de Artes Vivas, Junho de 2007. Seleção oficial no 3eiro Festival de Cinema Latinoamericano de Sydney, Austrália, Março de 2008.

Retorno a O Castillo, Meta. 7 min. MiniDV. 2007. http://es.youtube.com/watch?v=3PHXBs4VOCY.

Alentando com o coração. 30 min. Video8. Presentado na I Mostra de Vídeo Antropológico, Dezembro de 1999. Universidade Nacional da Colômbia, Faculdade de Ciências Humanas. Bogotá, Colômbia.

Fuzis de Madeira. 60 min. Digital8. Presentado em “Ojo-Camará” - II Mostra de Vìdeo Antropológico, Outubro de 2001, Bogotá, Colômbia. Seleção oficial na IV Mostra Internacional de cinema e vídeo Documental, Novembro de 2002, Bogotá, Colômbia. Seleção oficial no Festival Vozes contra o silêncio, Agosto de 2004, México, D.F., México. Presentado no Congresso Chileno de Antropologia, Dezembro de 2004, Santiago de Chile, Chile. Presentado no Congresso Latinoamericano de Antropologia, Julho de 2005, Rosario, Argentina. Presentado en el Congreso Colombiano de Antropología, Agosto de 2005, Santa Fe de Antioquia, Colômbia. Seleção oficial na 10ª Mostra Internacional do Filme Etnográfico, Setembro de 2005, Rio de Janeiro, Brasil. Presentado no 1º Festival de Cinema e Vídeo Colombiano, Cornell University, New York. Presentado na 3ª Mostra de vídeos de Antropologia Visual, Espaço Cultural Casa do Lago, Universidade Estadual de Campinas, Sao Paulo, Brasil, Outubro de 2005.

Caminhando Aprendendo Construindo. Vídeo do projeto Salitre Andando da Fundação Alma. 2007.

Primeira Expediçao popular aos cerros orientais de Bogotá. 30 min. MiniDV. 2006.

Como peixe na água. 30 min. Sistematização e pedagogização de processos de aquedutos comunitarios em Bogotá, com contratistas da EAAB. 2002.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

*

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

    Este corto aún no ha sido comentado. ¡Sé el primero!

CURTAS RELACIONADOS

Cabezas Desconocidas

Cabeças desconhecidas do passado. Quem serão as cabeças do presente desconhecidas no...

Jornal D’arte

O vídeo em formato de jornal, procura refletir sobre algumas questões do mundo das artes. Entre elas, qual a necessidade...

Alma Sonora

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en

Cine Ingenio

El hombre, la máquina y el niño. Cinememórias de José Ribeiro de...

Gente Muda de Muro en Muro

Un retrato de la producción artística del grupo de grafito Gente Muda, que actua en la zona sur de Sán...

Sampa Graffiti | Cavera

En este corto, el registro del proceso de realización de dos trabajos del grafitero...