3826 visionados
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.0/5 (1 vote cast)

Venda

Documentário produzido a partir do registro da ação da Uai Q Dança Cia. Durante o ano de 2009, o grupo vendeu dança numa barraca itinerante, em feiras e praças da cidade de Uberlândia (MG), ao preço popular de R$ 1,00.
Entre a ação e as reações, perpassam questões sobre a sobrevivência do artista, a formação de público, o consumo, os valores agregados e as relações sociais.

Tema: ARTES

Tags: arte, consumo, dança, feiras, praças

Programa Relacionado: Arte ContatoArte Contacto

Continuação: Parte 1 - Parte 2

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 18'

Diretor: Ricardo Alvarenga

Produtor: Studio Uai Q Dança

Ano: 2009

Montagem: Ricardo Alvarenga

Som Direto: Ambiente

Fotografia: Ricardo Alvarenga

Trilha: Ricardo Alvarenga

Festivais:
VideodanzaBA - seção documentário 2010

Filmografia do Diretor:
Venda - documentário 2009
Olhares Libertenses - documentário poético 2010
Águas de Memória - documentário 2011


Comentário do Diretor: O documentário foi pensado numa perspectiva ritmica de dança, tentando abarcar os conceitos da ação documentada pensada sobre um ritmo coreografico que vai revelando a história aos poucos, ao longo do roteiro.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

*

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

    Este corto aún no ha sido comentado. ¡Sé el primero!

CURTAS RELACIONADOS

Salva Dor

Em uma conversa cercada por dúvidas e nostalgias, um viúvo afogado na saudade acorda seu coração com perguntas sem respostas.

Heliorama

Uma curiosa montagem que reúne cinejornais, trailers, clipes e outros fragmentos inéditos e visionários (de som e imagem) do saudoso...

Na Corda Bamba

Circo: Quantas memórias não traz, para muitos de nós esta palavra? Para estes, que se acostumaram a considerar o circo...

Roda Mundo

La percepción urbana de Brasilia urbano y sus caminos a través de los ojos de una cocinera residente en Samambaia...

As Cores do Lixo

Um dia em um pequeno galpão de reciclagem. Todos os restos e as sobras. Aquilo que ninguém...

Pinheirinho

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en