2817 visionados
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.3/5 (3 votes cast)

De repente

De repente, a chuva cai e as pedras rolam.
De repente, Wanda Pinheiro canta e encanta em meio à dor. De repente, da angústia brota o repente e a poesia. De repente, nasce um filme.


A equipe da Set Produções acompanha Wanda Pinheiro, poeta e repentista, que após a tragédia natural que se abateu sobre a cidade de Teresópolis, retorna a sua casa pela primeira vez, encontrando-a interditada. No calor desta emoção, Wanda expressa espontaneamente, em versos singelos suas memórias, reflexões e desejos. O filme busca a poética da esperança, a força humana que nasce no vazio do presente trágico mas que olha o porvir da vida que segue.

Tema: MEDIO AMBIENTE

Tags: chuva, esperança, repentista, retorno, rio de janeiro, Teresópolis, tragédia

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 15'

Diretor: Regina Carmela

Produtor: Leo Bittencourt

Ano: 2011

Formato: HD

Montagem: Regina Carmela

Fotografia: Leo Bittencourt

Trilha: Wanda Pinheiro

Filmografia do Diretor:
Documentários :

1- “Dona Santa” - 5’(2004)

2- “Boca da Urna” (2004) CPB 09010280 - 10”, selecionado no XII Festival de Vídeo de Teresina – PI

3- “Cidade dos Festivais” 46’ (2005) – CPB 09010090

4- “Reminiscências – dos anos 20 aos anos 50 – Teresópolis” 56’, (2007) CPB 09010088 - filme selecionado no RECINE 2007

5- “Reminiscências – Estrada de Ferro Therezopolis” 60’ (2008) CPB 09010089

6- “Reminiscências - A Estrada Direta Rio-Teresópolis” 47:36 (2010)

Institucionais:

1- 25 anos do SEEBT - 2005

2- Os 70 anos da ACIAT - 2006

3 - Os 50 anos da Casa de Portugal de Teresópolis” (2009)

4 - Os 50 anos da Rodovia BR 116/RJ Rio-Teresópolis” – CRT 2009

5 - Crer-Sendo – 2008-2009

6 - 30 anos do SEEBT - 2010


Comentário do Diretor: Este filme, através do relato poético da repentista Wanda Pinheiro, apresenta o cenário de um dos bairros mais afetados de Teresópolis de forma sensível, respeitosa e pela voz artística de uma moradora da localidade.
O fluxo narrativo não foi interrompido pela diretora, foi uma opção de captação, pois o que ocorrera ali foi algo completamente fora do comum. A montagem respeita este fluxo de forma a representar a dignidade da reflexão artística da moradora e poeta que arrebatou a pequena equipe com sua emoção e esperança de um novo recomeço.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

*

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

    Este corto aún no ha sido comentado. ¡Sé el primero!

CURTAS RELACIONADOS

Eu, que não existo

Um filme sobre um garoto que assiste a vários filmes com seu suposto amigo...

En tus Ojos

Algunos cambios nos hacen dudar. Momentos en la vida que nos asustan. Momentos que nos hacen recurrir a nuestros familiares...

500 Réis

Nas pequenas cidades do interior paulista havia um serviço prestado por menores de idade a todos aqueles que queriam um...

Entrañas

Igatu. Meseta Diamantina. Su pueblo y história se confunden con la tierra. Es en ella que ellos viven. Es de...

O Caminho do Lixo

O Documentario aborda o trajeto que o lixo do Litoral Norte percorre, mostrando desde o trabalho dos coletores, até sua...

Tira-gosto de Poeta

Um resgate sobre a atuação da geração do mimeógrafo em Brasília durante a década de 70 e início dos anos...