12296 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)

Três Irmãs Cegas – Som da Rua

As irmãs Regina Barbosa, Maria Barbosa e Francisca da Conceição Barbosa são cegas de nascença e passaram a infância e a juventude cantando nas feiras do interior dos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba. O seu repertório inclui vários ritmos nordestinos e canções, mas a especialidade das Ceguinhas de Campina Grande é o Coco de Embolada que elas interpretam com os tradicionais ganzás.

Tema: MÚSICA

Tags: folclore, folklore, música

Programa Relacionado: Modos Regionais

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 3'

Diretor: Roberto Berliner

Produtor: Rodrigo Lamounier

Ano: 1997

Formato: HD

Montagem: Piu Gomes

Som Direto: Paulo Ricardo Nunes

Fotografia: Jacques Cheuiche

Festivais:
Prêmios: Menção Especial do Júri na Mostra Internacional do Filme Etnográfico/RJ - 1998; Sol de Prata no Rio Cine - 1997

Filmografia do Diretor:
Parte da série Som da Rua 1, em 38 Episódios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Este curta ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

CURTAS RELACIONADOS

Cidade Improvisada

Os problemas sociais enfrentados nas grandes cidades do ponto de vista dos MCs (Mestres de Cerimônia) que fazem improvisação de...

A Onda Cover

O documentário mostra como ocorreu a explosão de bandas cover no inicio dos anos 90 em São Paulo, através de...

Ribeiro e Ribeirinho – Som da Rua

Os irmãos Sivaldo Ribeiro dos Santos (Ribeiro) e Admilson Ribeiro (Ribeirinho) começaram a cantar juntos bem pequenos, com sete e...

Oscar Medina

Una mirada acerca de Oscar Medina, un cantautor argentino y creyente. ...

Coral de Congo – Som da Rua

O coral de Congo, de Luanda, Angola, leva para dentro da Igreja as melodias e os ritmos tradicionais africanos. Postados...

Martinho da Vila, Paris 1977

Depoimento extrovertido de Martinho da Vila. Mostra o artista entre amigos, pelos bairros e bares parisienses. Nesse ano...