3875 visualizações
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.7/5 (3 votes cast)

Ser ou não ser?

Através de depoimentos pessoais, o racismo é discutido pelos atores da Cia. de Teatro OS CRESPOS neste documentário experimental.

Tema: DIREITOS HUMANOS

Tags: ciadeteatro, co_de_teatro, oscrespos, racismo, serounãoser?

FICHA TÉCNICA

País: Brasil

Duração: 09'49"

Diretor: Leandro Goddinho

Produtor: Cia. de Teatro Os Crespos

Ano: 2011

Formato: HD

Montagem: Leandro Goddinho

Som Direto: Leandro Goddinho

Fotografia: Leandro Goddinho

Trilha: Cia. de Teatro Os Crespos

Festivais:
- Mostra 5º TAKE 1 – SP /2011.

Filmografia do Diretor:
Leandro Goddinho, é Cineasta formado pela UAM - Universidade Anhembi Morumbi e Ator formado pela Escola de Arte Dramática/ECA/USP. Com mais de 40 prêmios no currículo, já participou de inúmeros festivais no Brasil e em países como Portugal, Espanha, Alemanha, Holanda, Chile, França, Moçambique, Finlândia e EUA. Atua no meio Audiovisual como Produtor, Diretor, Roteirista e Montador, tendo sido premiado em todas essas areas. “Maria sem graça” (selecionado para mais de 30 festivais no Brasil e no Exterior e ganhador de 5 prêmios), foi seu primeiro curta de faculdade. “DARLUZ”, seu projeto de formatura, lhe rendeu 35 prêmios e ótimas críticas, dando grande visibilidade ao diretor nos Festivais de Cinema.
Em 2009, o curta “DARLUZ” foi um dos 100 selecionados (dentre 3mil filmes) para o 10th International Film Festival Hannover. E Goddinho, um dos 5 jovens Cineastas selecionados de todo o mundo para participar do Workshop Sprungbett na Alemanha.
Fez a montagem do documentário “Eu tenho a palavra”, de Lilian Solá Santiago, e atualmente está em fase de Montagem do longa documentário “SP – Solo Pernambucano”, de Wilson Freire, sobre a obra do Contista Pernambucano Marcelino Freire, no qual atua também como co-diretor. Está ainda escrevendo o roteiro de seu primeiro longa metragem “As atrizes”.
No teatro trabalhou em inúmeras peças com Diretores consagrados como Sidnei Cruz, Sérgio Ferrara, Mário Bortolotto, Pedro Pires, Luis Damasceno, Dagoberto Feliz, entre outros . Foi Dramaturgista e Diretor Audiovisual do espetáculo “Corra como um coelho” da Cia. Dos Outros, Foi Diretor Audiovisual da Cia. Os Crespos, núcleo de atores negros subsidiado pela Lei de Fomento ao Teatro para a cidade de SP, onde realizou os curtas/doc “D.O.R.” (ganhador de 3 prêmios), “Nego Tudo” e “Ser ou não ser?”
Em 2011, estreou na direção teatral com o espetáculo “A Árvore Seca”, em cartaz no SESC Pinheiros, e está em fase de ensaio da sua 2ª direção no teatro com o espetáculo “Mataram o salva vidas” um solo litero-teatral com Marcelino Freire.


Comentário do Diretor: Através de depoimentos pessoais, o racismo é discutido pelos atores da Cia. de Teatro OS CRESPOS neste documentário experimental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Alexandre disse:

    Simplesmente perfeito! Falou e disse…

  2. gINqBdKsqFKCE disse:

    God help me, I put aside a whole afternoon to fiugre this out.

CURTAS RELACIONADOS

Meu lar Vicentino

Documentario que registra o trabalho voluntario de Tatiane Medina e a vida de pacientes da terceira idade, no Lar vicentino...

Caçadores de Sonhos

Eles foram testemunhas de um dos maiores massacres que se pode fazer a um homem: caçar o seu sonho. Documentário...

Em cima da cidade, embaixo da montanha

Como interagir hoje com a montanha? Não é cômoda de se viver, o tecido sócio-econômico é fraco e a cidade...

Número Zero

A ONU estima a população mundial de meninos de rua em 150 milhões. Destes, cerca de 40% são sem teto,...

Silêncio 63

Quase 50 anos após o violento embate entre operários grevistas de uma siderúrgica mineira em Ipatinga e militares, Silêncio 63...

Monumento a Uruçumirim

Manifesto da tribo Pataxó frente ao Monumento a Estácio de Sá, local onde se deu o massacre dos Tamoios em...